Nos dias atuais os desafios ambientais estão, cada vez mais, urgentes e presentes no nosso cotidiano!

Quintal Orgânico Itinerante é uma proposta de ação que pretende contribuir difundindo por espaços educativos, culturais e associativos as práticas ecológicas da compostagem, do plantio saudável de plantas comestíveis, medicinais, ornamentais, da reutilização de materiais descartados, da incorporação de uma alimentação saudável, da arteducação ambiental, entre outras.

Pretende-se incentivar a alteração das atitudes adotadas como comuns na atual relação com a natureza, e, contribuir na organização e viabilidade de outras produções coletivas de alimentos saudáveis, de materiais eco-pedagógicos (escritos, imagéticos, sonoros, teatrais), enfim, contribuir com o fortalecimento da cultura ecológica. Outro objetivo é o fortalecimento de um coletivo de pessoas que atue questionando os chamados 'problemas urbanos', e, que ao mesmo tempo, aponte alternativas relativamente autônomas para tais problemas, tais como: saídas ecológicas para resíduos sólidos (reciclagem de papel para produção de cadernos, cartões, entre outros), produção de adubo orgânico e hortas urbanas (comunitárias e com reciclagem), produção de ações teatrais polêmicas e dinamizadoras de denúncias e resistências contrárias a opressão.rupo de estudo e bio-construção/ação).

Não esperemos!

O QUINTAL ORGÂNICO ITINERANTE é uma gota no oceano mas também é a possibilidade de começar a fazer diferente. Separe o lixo, plante uma árvore, cumprimente seu vizinho, componha um samba...





Web rádio - Quint@l Orgânico

quinta-feira, 24 de março de 2011

Texto de Tiago Larrosa Freitas, amigo do Rio Grande do Sul.

Arte, Terra e futuros...


“O sol da noite agora está nascendo

Alguma coisa está acontecendo

Não dá no rádio e nem está

Nas bancas de jornais”

(Novo Aeon, Álbum: Novo Aeon, Raul Seixas, 1975).

Vejo a energia que se mistura, sinto o ar ficando verde, ouço vozes que vão na direção contrária... (são os fios de alta tensão?) não...


Pelos caminhos sabiamente entrelaçados me deparo com um incrível. A ilha do Novo Aeon em meio aos que transitam apressadamente para mais um dia de trabalho. Em meio ao concreto frio se recria a natureza forte e superior que nunca hesita em ressurgir. Com ela está a mulher, o homem e o jovem, que vem, vê e faz o novo paradigma.


Nasce a planta, cresce a esperança. Passa o trem, passa o ônibus e continua a se multiplicar a utopia ativa, fazendo valer a ideia que pensamos que queremos que fizemos e que faremos... mais e mais... (“a gente ainda nem começou...”).


Vem a chuva e vem o Sol. Assim como as nuvens vem a mão dos Seres-que são-Humanos, vem gerar, vem cuidar, vem trocar, amadurecer e ensinar. Espraiando-se pelo mundo, de norte a sul cresce a família, a grande família chamada planeta Terra.


Sensações únicas e inesquecíveis, solidárias e revolucionárias, sinceras e singelas... “regras foram feitas para serem quebradas...” Para praticar a gratidão agimos localmente, cambiando a si mesmo para cambiar o mundo. Olhe para o horizonte... Ele está a nossa espera. Nosso sonho está ali na frente, faltam só alguns passos... Queremos o que nos é de direito. Aos povos da terra, do mar e da floresta, partilhemos!
Mãe Terra que nos ajuda com sua força, nos guie na terra e no mar, nos lembre do brilho das estrelas, multiplicando os quintais, os bosques e tudo que gera vida. Que proteja a memória coletiva dos seres vivos. Proteja a viva alma da insurgência popular, a via falha que nos lembra por onde seguir, a verde safra de sonhos incessantes... Pois “sonho que se sonha só, é só um sonho que se sonha só, mas sonho que se sonha junto é realidade!” Viva a Horta Mandala, com seus girassóis guardiães, Viva a realidade que surge... quem está parado é que está com medo... eles ficam parados, faça, fuce e force, vá derrube esta porta...! viva a Nova Sociedade Alternativa!


“...Vamos escolher bem melhores condições

Longe desse triste carnaval de ilusões

Navegador!

Deixa os que sonham em ser felizes

Habitando o paraíso

Navegador!

Já faz tempo que esperou

Vivendo sob leis que não criou

Navegador

Vivendo sob as leis que não criou...”

(A Ilha Da Fantasia, álbum: Por quem os Sinos Dobram, Raul Seixas, 1979)

quinta-feira, 10 de março de 2011

Textos sobre a MANDALA

Caros Amig@s!

Está aberto nesse espaço a publicação de textos sobre a Horta Mandala construída no Quintal.
A proposta é que você também se incorpore nessa produção cultural.

QUINTAL COR-GANICO

Espacio Sagrado, sanador y transmutador de tantos desequilibrios

electromagneticos que nos rodean, ahora en forma de torres

electricas..mira al cielo.... mira a la tierra y empieza a 
transformarte!!!

Volver a nuestras raices internas, a la llamada de la tierra...

Semillas de consciencia, cuidados y colores somos...

Rincón(Recanto) de sonidos suaves, olor que despierta mi vitalidad...oasis en desierto

Nos encontramos como aquellas mariposas del Quintal que vuelan juntas y se reflejan en los espejos del aire...

Esperanza viva, replicando semillas unicas...Creación personal y colectiva

Caldo de cultivo, recuperando memoria y sentido

Vida tras la muerte del lixo, basura con olor a tierra joven que

alimenta de nuevo...

Creamos un gran Ùtero, fertil, fecundo, sembrado de deseos y buenos propositos

Con las manos de la Madre Tierra, GLOCALIZAD@S...

Llegamos de todos los puntos cardinales, misturando linguas y propositos...

Compartimos miedos y corajes, lloramos y reimos, sozinhas e acompanhadas...

Que la tierra se sienta acompanhada que nos acompanhen sus frutos

Que se Multipliquen los Guardianes de Quintales Multicolores,

Multiorganismos viviendo multiorgasmos femeninos y reproduciendo Vida

llena de Respeto Y Agradecimiento...

Que nuestros Ojos visualizen Utopias...

Que nuestras Manos trabajen Unidas y seamos mas sobre toda la Piel del Planeta...



Texto escrito por Sara Eva em fevereiro de 2011.