Nos dias atuais os desafios ambientais estão, cada vez mais, urgentes e presentes no nosso cotidiano!

Quintal Orgânico Itinerante é uma proposta de ação que pretende contribuir difundindo por espaços educativos, culturais e associativos as práticas ecológicas da compostagem, do plantio saudável de plantas comestíveis, medicinais, ornamentais, da reutilização de materiais descartados, da incorporação de uma alimentação saudável, da arteducação ambiental, entre outras.

Pretende-se incentivar a alteração das atitudes adotadas como comuns na atual relação com a natureza, e, contribuir na organização e viabilidade de outras produções coletivas de alimentos saudáveis, de materiais eco-pedagógicos (escritos, imagéticos, sonoros, teatrais), enfim, contribuir com o fortalecimento da cultura ecológica. Outro objetivo é o fortalecimento de um coletivo de pessoas que atue questionando os chamados 'problemas urbanos', e, que ao mesmo tempo, aponte alternativas relativamente autônomas para tais problemas, tais como: saídas ecológicas para resíduos sólidos (reciclagem de papel para produção de cadernos, cartões, entre outros), produção de adubo orgânico e hortas urbanas (comunitárias e com reciclagem), produção de ações teatrais polêmicas e dinamizadoras de denúncias e resistências contrárias a opressão.rupo de estudo e bio-construção/ação).

Não esperemos!

O QUINTAL ORGÂNICO ITINERANTE é uma gota no oceano mas também é a possibilidade de começar a fazer diferente. Separe o lixo, plante uma árvore, cumprimente seu vizinho, componha um samba...





Web rádio - Quint@l Orgânico

domingo, 21 de agosto de 2011

Manifesto Orgânico

Nós desempregados, viventes dessa tal situação “pós-moderna”, trabalhadores mal remunerados, falsos trabalhadores independentes, trabalhadores-estudantes, escravos disfarçados, comedores de veneno, produtores de mil coisas, inclusive, de muito lixo.


Nós, que até agora compactuamos com essa condição, estamos aqui para desafiar uma proposta de ação consciente, colaborativa e coletiva, política e cultural de produção e reprodução de alimentos não só para o corpo, mas também para o conjunto total de nossas capacidades sensoriais.


Uma proposta contraposta ao modo de viver difundido e apregoado como único. Esse que proporciona altos níveis de stress e depressão na classe média, terríveis condições intensas de exploração do trabalho, e, criminalidade e violência social, familiar, entre outras.


Nós entendemos que não se trata apenas de produzir alimentos sem agrotóxicos e adubos químicos!


O Quintal é, antes de qualquer coisa, demente, louco, Teatro e Quixote porque pretende contrariar os Dragões Aliados aos grandes distribuidores e produtores de alimentos com veneno. Porque incita à prática da rebeldia contra o trabalho assalariado, contra a escola diretiva e disciplinar e contra a autoridade inconteste de pais e mães.


Protestamos nosso direito a uma alimentação livre de agrotóxicos e adubos químicos!


Protestamos nosso direito a uma educação livre, gratuita e autônoma!


Protestamos nosso direito a um planeta vivo, com água potável e ar puro!


Protestamos nosso direito à autonomia e respeito porque somos muito inteligentes desde a infância!


Venha construir o Quintal! Venha se engajar nessa contra-corrente!


                                         Ana Frari

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Precisa análise do professor Maurício Waldman!

O INSUSTENTÁVEL PESO DO TER Sendo os recursos terrestres finitos e desmedida a ambição em extraí-los, é de se esperar que se esgotem ou sejam sobre-explorados. Contabilizar esse saque do meio natural levou os especialistas a criarem o conceito de Global Overshoot Day – Dia da Ultrapassagem Global. Segundo cálculos da ONG canadense Global Footprint Network, as necessidades da humanidade começaram a exceder as capacidades produtivas da Terra no ano de 1986. Deste modo o primeiro Global Overshoot Day foi registrado em 31 de Dezembro de 1986. Isto significa que tudo que foi produzido pelos ecossistemas terrestres foi esgotado naquele dia final do ano. Mas, em 1996 ele foi datado no princípio de novembro. Em 2007, em 6 de outubro. Em 2008, no dia 23 de setembro. Detalhando melhor o significado do Global Overshoot Day , no ano de 2008, quando se anunciou sua ocorrência em 23 de setembro, isso significa que entre os dias 1º. de janeiro e 23 de setembro a humanidade consumiu todos os recursos que a natureza produziu naquele ano e, pior, avançou sobre o que seriam as reservas da natureza. Isto significa peixes que não chegaram a vida adulta, árvores de menor porte e retirada de recursos hídricos sem devida reposição ou recarga. Metaforicamente, a humanidade está “raspando o fundo do tacho”. Depois disso, irá raspar o que? (Lixo: cenários e desafios. M. Waldman, 2010:119)